Blogs

V Eco Feira do Mercado Sul e I Festival Beco Livre

Logo Eco Feira

No próximo sábado, dia 10 de maio, a oficina de artes e ofícios Tempo Eco Arte, junto com artistas e amigos solidários, realiza a V Eco Feira do Mercado Sul, em Taguatinga. Como de costume, o evento contará com exposição e venda de produtos artesanais, oficinas e palco aberto para artistas que quiserem se apresentar. Haverá também roda de capoeira com o Grupo Semente do Jogo de Angola e duas rodas de prosa, uma para mães e filhos, puxada pelo Eu Livre - Educação e Saúde, e outra roda chamada Beco Livre, onde serão discutidos temas como comunicação livre, parto natural, memória e território. A programação começa às 10h e segue até à noite, com entrada franca e livre. Além de um local para exposição e venda de produtos ecológicos, a Eco Feira do Mercado Sul se consolida como espaço livre de convívio, trocas, arte e economia solidária.

Em paralelo, o Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento Digital da Rede Mocambos, a Gunga Som Imagem e Movimento e militantes da liberdade organizam uma jornada de encontros, trocas de ideias, buscas de soluções, trabalhos e diversões em torno do uso das Tecnologias e Programas Livres.

O I Festival Beco Livre nasce da iniciativa deste núcleo de coletivos que se formaram no Mercado Sul a partir de 2007 com o Ponto de Cultura Invenção Brasileira, e convida todas e todos que se interessam por educação, comunicação, música, e diversão de crianças e adultos neste mundo cheio de computadores, câmeras, propagandas, manias e vícios.

A junção destes eventos simboliza a crítica à uma sociedade de alienação e dependência, onde mais que consumidores nos tornamos as mercadorias, e a mostra de que há alternativas para bem viver e conviver, retomando as trocas entre humanos, as trocas com a Terra, com as estrelas e com o etéreo.

Programação

* 10h às 20h: Exposição e venda de produtos artesanais e ecológicos

* 10h: Roda de Prosa com mães e filhos, (Eu Livre - Educação e Saúde) - Aproveitando a proximidade com o Dia das Mães, vamos discutir educação e outros temas

* 11hs: Apresentação Gunga Som Imagem e Movimento - 6 anos produzindo comunicação e sustentando vidas usando exclusivamente programas livres (GNU/Linux)

* 14hs: Mulheres e Software LIvre (Drica Veloso e Fabiana Goa)

* 15h: Roda de Capoeira Angola (Semente do Jogo de Angola)

* 16hs: Rede Mocambos e o Baobáxia: luta e defesa dos territórios quilombolas e saberes tradicionais numa rede de bibliotecas virtuais compartilhadas através de servidores locais eventualmente conectados à internet.

* 17h: Roda de Prosa Beco Livre - Espaço para trocas ancestrais, comunicação (software) livre, parto natural, memória e território... convidad@s especiais: Ritta Pinho (parteita tradicional) e Joey Hess (comunidade Debian)

Oficinas - 14h (inscrições no local)

* Flores com saco de cimento (Tempo Aco Arte)
* Iniciação de pandeiro (Juraci Moura / Platinelas)

Palco Aberto - das 14h às 21h
Espaço livre para a criatividade de músic@s, poetas, artistas circenses...

Local: Mercado Sul de Taguatinga
Endereço: QSB 12/13, Bloco B - Mercado Sul, Avenida Samdu, Taguatinga Sul
Entrada: franca
Informações: 61 8406.0683 - tempoecoarte@gmail.com - http://www.tempoecoarte.com.br

Localização do Pontão (Universidade Livre)

Confira a localização do Pontão juntaDados (Google Maps) e das oficinas relativas ao projeto Universidade Livre.

 

Lista complementar da Universidade Livre

Os cursos e oficinas do projeto Universidade Livre iniciam-se  a partir do dia 10 de maio de 2010 seguindo o cronograma abaixo:

  • Vídeo em Software Livre
  • Segunda 13h às 17h  (10/05, 17/05, 24/05 e 31/05)

  • Metareciclagem
  • Terça 13h às 17h (11/05, 18/05, 26/05 e 01/06)

  • Lógica de programação
  • Quarta 13h às 17h  (12/05, 19/05, 26/05 e 02/06)

  • Pure Data
  • Quinta 13h às 17h  (13/05, 20/05, 27/05 e 03/06)

  • Direito autoral
  • Quinta 14h às 17h (13/05, 20/05, 27/05 e 03/06)

---- Segue a segunda lista ----

METARECICLAGEM: Igor Sarmento Franco Araújo

Abertas inscrições: Oficinas de Produção Audiovisual e Direito Autoral

Estão abertas inscrições para cursos em ferramentas livres para produção audiovisual. São oferecidos cursos para produção de vídeo, programas de rádio, edição de áudio, puredata, metareciclagem e direito autoral.

Os cursos fazem parte do projeto Universidade Livre. Durante o período do curso, fomentamos o debate sobre economia da cultura e modelos de licenciamento de obras (direito autoral), e uso de software livre.

As inscrições encerram dia 15 de abril de 2010, e no periodo de 20 a 25 de abril os inscritos serão notificados e os horários divulgados. Os cursos terão início em maio.

Mais informações: contato@juntadados.org

Inscrições: http://www.juntadados.org/universidade_livre

 

Participe da cobertura colaborativa da Teia 2010

A coordenação de comunicação da Teia Brasil 2010 – Tambores Digitais convida os interessados em participar da cobertura do maior e mais plural encontro de cultura brasileira. As inscrições, que podem ser feitas por qualquer pessoa, independente de participação em Ponto de Cultura, estarão abertas de hoje (08) até quarta-feira (10), através de formulário:

Acesse aqui o Formulário de Inscrição

Se você vai participar ou não do evento e se interessa em fotografar, gravar em vídeo, em áudio, ou escrever sobre as atividades da Teia, inscreva-se. Porém, é importante informar que o preenchimento deste formulário não garante auxílio para participação no evento. A partir das inscrições, a coordenação de comunicação da Teia irá avaliar a possibilidade de financiar a colaboração de pessoas do Ceará ou de outros estados.

O nosso encontro na Teia está chegando e a cobertura colaborativa, distribuída e livre, já está acontecendo. São centenas de tweets, posts em blogues e conversas por e-mail em listas de discussão que estão rolando pela rede. Participe você também!

Teia 2010 prorroga inscrição para Pontos de Cultura

Teia 2010
A organização da Teia 2010 prorrogou, até 31 de janeiro, as inscrições de representantes de Pontos de Cultura de todo o Brasil para o grande encontro da diversidade cultural brasileira.
O objetivo da prorrogação foi garantir a participação do maior número possível de Pontos de Cultura. Até o momento, a organização já conta com cerca de 1.700 inscrições.
Acesse: http://culturadigital.br/teia2010
 
Faça aqui sua inscrição
Dúvidas: contato@juntadados.org

GNU/Linux juntaDados 5.0.4

Logo juntaDadosUma nova revisão da distribuição GNU/Linux, voltada para produção audiovisual, juntaDados foi disponibilizada. Entre as principais novidades do GNU/Linux juntaDados 5.0.4 estão a atualização para o Debian GNU/Linux 7.4.0 (Wheezy), uma nova versão do editor/gravador de áudio Ardour 3.5.357, a ferramenta de modelagem/criação 3D Blender 2.70 trazendo muitas novidades, o LibreOffice 4.1.4 mais estável, o navegador web Firefox 28 e o leitor de e-mail Thunderbird 24.4.0, além de uma nova versão do kernel Linux (3.13.6) com o escalonador de processos BFS 0.446 e o escalonador de E/S BFQ-v7r2.

Download do espelho no juntaDados
http://juntadados.org/sites/default/files/juntadados/5.0.4/juntaDados-5.0.4-amd64.iso (64 Bits)
http://juntadados.org/sites/default/files/juntadados/5.0.4/juntaDados-5.0.4-i386.iso (32 Bits)

Download do espelho no Estúdio Livre
http://estudiolivre.org/files/juntadados/5.0.4-amd64/juntaDados-5.0.4-amd64.iso (64 Bits)
http://estudiolivre.org/files/juntadados/5.0.4-i386/juntaDados-5.0.4-i386.iso (32 Bits)

Compartilhe e Contribua usando o Torrent
http://juntadados.org/sites/default/files/juntadados/5.0.4/juntaDados-5.0.4-amd64.torrent (64 Bits)
http://juntadados.org/sites/default/files/juntadados/5.0.4/juntaDados-5.0.4-i386.torrent (32 Bits)

O que é?

Um sistema operacional livre e completo baseado nas ideias e ideais do projeto GNU e da FSF e que tem como objetivo simplificar e facilitar as atividades de produção audiovisual dos Pontos de Cultura, ações de Inclusão e Cultura Digital. Esta distribuição possui as principais ferramentas para produção de conteúdo de áudio, vídeo, imagem e texto escolhidas através de levantamento feito em Pontos de Cultura e ações de Inclusão Digital.

Observação

Esta distribuição é uma customização do Debian GNU/Linux 7.4.0 (Wheezy) com pacotes do SnowLinux. Todos os códigos fontes estão disponíveis nos repositórios do Debian. Esta imagem é iso-hybrid e pode ser gravada em uma mídia de DVD e/ou Pendrive (usando o WinDD ou dd). Aconselhamos o uso de uma pendrive para maior performance e comodidade no uso no modo live ou para a instalação.

Dúvidas e Sugestões nos envie um e-mail: juntadados@juntadados.org
Nos siga na Rede Social Livre Diaspora*: https://diaspora.juntadados.org/u/juntadados
Conheça e se Cadastre no Mapa da Cultura: https://mapadacultura.org/
Venha fazer Escambo com o juntaDados: http://escambo.org.br/profile/juntadados

GNU/Linux juntaDados 5.0.3

Logo juntaDadosUma nova versão da distribuição GNU/Linux, voltada para produção audiovisual, juntaDados foi disponibilizada, agora baseada no Debian GNU/Linux 7.3.0 (Wheezy).

Entre as principais novidades do GNU/Linux juntaDados 5.0.3 estão a adoção do Debian GNU/Linux 7.3.0 (Wheezy) como base, Ardour 3.5.74, Blender 2.69, LibreOffice 4.1.2, Firefox 26, FFmpeg 1.0.8, Muan 12.0.5, GIMP 2.8.2 e muito mais. O Kernel Linux foi atualizado para a versão 3.12.5.

Download Espelho juntaDados
http://juntadados.org/sites/default/files/juntadados/5.0.3/juntaDados-5.0.3-amd64.iso (64 bits)
http://juntadados.org/sites/default/files/juntadados/5.0.3/juntaDados-5.0.3-i386.iso (32 bits)

Download Espelho Estúdio Livre
http://estudiolivre.org/files/juntadados/5.0.3-amd64/juntaDados-5.0.3-amd64.iso (62 bits)
http://estudiolivre.org/files/juntadados/5.0.3-i386/juntaDados-5.0.3-i386.iso (32 bits)

Torrent
http://juntadados.org/sites/default/files/juntadados/5.0.3/juntaDados-5.0.3-amd64.torrent (64 bits)
http://juntadados.org/sites/default/files/juntadados/5.0.3/juntaDados-5.0.3-i386.torrent (32 bits)

O que é?

Um Sistema Operacional completo e livre baseado nas ideias e ideais do projeto GNU e da FSF e que tem como objetivo simplificar e facilitar as atividades de produção audiovisual dos Pontos de Cultura, ações de Inclusão Digital e Cultura Digital.

Esta distribuição possui as principais ferramentas para produção de conteúdo de Áudio, Vídeo, Imagem e Texto escolhidas através de levantamento feito em Pontos de Cultura e ações de Inclusão Digital.

Observação

Esta distribuição é uma customização do Debian GNU/Linux 7.3.0 (Wheezy) com pacotes do SnowLinux. Todos os códigos fontes estão disponíveis nos repositórios do Debian (apt-get source).

Esta imagem é iso-hybrid e pode ser gravada em uma mídia de DVD e/ou Pendrive (usando o WinDD ou dd).

Dúvidas e Sugestões nos envie um e-mail: juntadados@juntadados.org

Nos siga na Rede Social Livre Diaspora*: https://diaspora.juntadados.org/u/juntadados

Conheça e se Cadastre no Mapa da Cultura Brasileira: https://mapadacultura.org/

Venha fazer Escambo com o juntaDados: http://escambo.org.br/profile/juntadados

Copyfight: Pirataria e Cultura Livre em Brasília

No dia 10 de Setembro de 2013 reuniremos no Balaio Café uma mesa com representantes de diferentes segmentos da cultura, política e tecnologia para debater temas relacionados à Pirataria, Liberdade de Expressão, Cultura Livre, Direitos Autorais, a Internet, o universo DIY, a produção do comum e os novos paradigmas da comunicação.

Além do lançamento do livro e da mesa de debates o evento também marcará o lançamento da webradio "Rádio Balaio" e de um servidor local "Balaio Livre" para compartilhamento de mídias livres no local. O debate será disponibilizado online via streaming ao vivo no site www.copyfight.in, e após o mesmo a noite seguirá com apresentação musical e vídeos relativos aos temas.

19 às 23hs: Mesa "Copyfight":
23 às 00hs: Projeção de curta metragens
00 às 2hs: Musicos + Dj + Vj + Jam  (9/11 J4M)

Copyfight: Pirataria e Cultura Livre

Para além dos conflitos travados pelos direitos de cópia, Copyfight nos leva às múltiplas trincheiras de um polêmico tema da atualidade: a propriedade privada sobre o imaterial. Artistas, pesquisadores, agricultores, camelôs, hackers, médicos... Qualquer pessoa encontra-se atualmente atravessada pelas questões de "propriedade intelectual" no seu dia a dia.

As redes e as ruas são os campos de batalha de uma guerra que se materializa nas campanhas anti-pirataria, na repressão aos ambulantes nas metrópoles e nos dolorosos dobramentos que as patentes de medicamentos e o controle sobre formas de vida causam. Mas que também se materializa no vazamento de informações "confidenciais" de governos e grandes empresas, na ocupação e produção autônoma das cidades e da internet, no desenvolvimento de software livre etc.

Copyfight se coloca nessa disputa a partir da constatação de que a dualidade "Copyright X Copyleft" e a tentativa de síntese efetuada pelo Creative Commons são incapazes de dar conta da multiplicidade de perspectivas e práticas que são desenvolvidas em torno da pirataria e cultura livre. Copyfight é um convite à produção de novos pontos de vista e práticas sobre esses temas, assim como a ocupação das redes e das ruas

Baixe o livro Copyfight: Pirataria e Cultura Livre
http://www.copyfight.in

Participantes confirmados até então:

- Bruno Tarin (Copyfight / Universidade Nômade)

- Pedro Paranaguá  (Doutorando, Prof. da FGV e Assessor Técnico do PT na Câmara d@s Deputad@s nos assuntos relacionados a direitos autorais)

- Marcos Alves de Souza (Direitor de Direitos intelectuais do MINC)

- Bruno Lewicki  (Assessor da comissao de cultura e especialista em direitos autorais)

- Nara Oliveira (Designer que trabalha exclusivamente com software livre e produtora de conteúdo livre, sócia da empresa Gunga, www.gunga.com.br)

- Rafael Beznos (Produtor Musical e Audiovisual, desenvolvedor de
tecnologias livres e sistemas DIY em hardware/software livre)

- Thiago Novaes (DRM Brasil)

- Deivi Kuhn  (Desenvolvedor e Assessor de Diretoria e Coordenador Estratégico de Software Livre da SERPRO)

- Laura Tresca (Artigo 19)

- Fabiana Goa  (Ativista e Militante da Cultura Livre)

Baixe o livro em:
http://copyfight.in/

Saiba mais ou adquira uma cópia impressa em
http://copyfight.me/

Lei Cultura Viva será votada esta semana na Câmara dos Deputados

Texto: Celio Turino

Nesta terça-feira, 27/08, o Projeto de Lei 757/2011, conhecido como Lei Cultura Viva, entra na pauta da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, em Brasília. Se aprovado nesta Comissão, o Projeto de Lei segue diretamente para o Senado Federal, sem necessidade de votação no plenário da Câmara. Uma vez aprovado no Senado, o Projeto pode ser enviado diretamente para sanção presidencial.

A Lei Cultura Viva, apresentada ao Congresso Nacional pela deputada federal Jandira Feghali (PCdoB / RJ), surge como uma demanda concreta da luta de milhares de iniciativas, redes, coletivos e movimentos culturais do Brasil. Com a aprovação desta lei, o Programa Cultura Viva e os Pontos de Cultura passarão a ser uma política permanente de estado, baseada no reconhecimento e apoio do Estado às manifestações, linguagens e formas de expressão cultural independentes, comunitárias e articuladas em rede.

O Parecer da relatora do PL Cultura Viva na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, deputada Sandra Rosado (PSB – RN), é favorável à aprovação da Lei e defende a constitucionalidade do projeto, que também incorporou sugestões do Ministério da Cultura ao texto original.

Ao estabelecer uma nova forma de relação entre estado e sociedade no campo da cultura, a Lei Cultura Viva desburocratiza o processo de financiamento e simplifica os procedimentos de prestação de contas para entidades e coletivos formais e informais de cultura. O PL prevê a criação do Cadastro Nacional dos Pontos de Cultura que, a exemplo do currículo Lattes, do CNPQ, ou do Cadastro Nacional de Entidades e Organizações da Assistência Social, será o instrumento pelo qual estado e sociedade poderão fiscalizar e acompanhar o repasse e a utilização dos recursos públicos, com transparência e controle social.

O Projeto de Lei já foi aprovado por unanimidade nas Comissões de Educação e Cultura e de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados. Em ambas as Comissões, o processo de aprovação do Projeto foi acompanhado de intensa mobilização e pressão nas redes sociais. A hashtag #LeiCulturaViva atingiu, nas duas ocasiões, os Trending Topics (assuntos mais comentados) no Twitter. 


Nesta semana, o movimento nacional dos Pontos de Cultura e as redes de cultura do Brasil devem novamente se mobilizar pela aprovação do projeto. “A expectativa é grande, e ao que tudo indica, pode ser um momento histórico para os fazedores de Cultura no Brasil”, afirma Marcelo das Histórias, coordenador do pontão de cultura NINA Griô. Tuitaços, envio de e-mails para os parlamentares, pressão nas redes sociais e mobilização presencial nas reuniões da CCJC estão entre as estratégias do movimento para garantir a aprovação da Lei Cultura Viva na Câmara dos Deputados.

Para mobilizar os parlamentares pela aprovação do projeto, mande e-mail e pedido de inclusão de pauta, para o email dep.deciolima@camara.leg.br e também neste link: Fale direto com ele: http://zip.net/bmkK6b

Fonte: http://revistaforum.com.br/brasilvivo/2013/08/26/lei-cultura-viva-sera-v...